PUBLICIDADE

Cientistas encontram pegadas gigantescas de um novo tipo de dinossauro na China

Pegadas enormes indicam que um dinossauro raptor, que habitava o Leste Asiático há 96 milhões de anos, pode ser o maior até agora

24 abr 2024 - 10h58
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Foi encontrado um dinossauro desconhecido na China, o Fujianipus, que foi um dos maiores raptores já existentes, medindo cerca de cinco metros.
Foto: Dr Scott Pearsons/Reprodução

Cinco pegadas gigantescas de um tipo de dinossauro até então desconhecido foram encontradas no sudeste da China. Scott Persons, do College of Charleston, na Carolina do Sul, e seus colegas o nomearam de Fujianipus. Os cientistas afirmam que ele viveu no Leste Asiático aproximadamente 96 milhões de anos atrás.

Com base nas pegadas, é possível presumir que esse foi um dos maiores raptores – conhecido também como deinonicossauros – que existiu. É estimado que ele media cinco metros, do focinho até a cauda e provavelmente atacava suas presas com garras afiadas enormes, uma em cada pé.

Majoritariamente, os raptores eram pequenos. Por exemplo, a estimativa é que o Velociraptor tinha o mesmo tamanho de um peru. Porém, alguns deles, como o Utahraptor e Dakotaraptor, acabaram alcançaram um tamanho de aproximadamente 5 ou 6 metros.

Por que os dinossauros foram extintos? Por que os dinossauros foram extintos?

Persons e sua equipe ainda não encontraram o esqueleto do dinossauro, portanto, não há tanto conhecimento a respeito dele por enquanto. Em vez disso, descobriram algumas de suas pegadas de 36 centímetros de comprimento. 

"As condições de preservação foram adequadas para pegadas, mas não tão boas para os ossos", diz ele. 

O pesquisador acredita que as pegadas são de um raptor, pois cada uma delas possui a impressão de apenas dois dedos. Essa informação corresponde com a anatomia do pé dos raptores. Embora esses dinossauros tivessem três dedos, eles mantinham um levantado para preservar a grande garra em suas pontas do desgaste.

Persons aponta que Fujianipus mostra o potencial de crescimento dos raptores, o que ajudava na hora de competir com os maiores dinossauros predadores do cenário daquela época, como os allossauróides, que podiam alcançar 10 metros ou mais de comprimento. 

Mas, ao longo do tempo, os raptores não cresceram muito além de Fujianipus. Persons especula que isso pode ser devido ao surgimento de um terceiro grupo de dinossauros predadores, os tiranossauróides. Ele explica que competir com os tiranossauróides era especialmente desafiador, já que muitos deles também eram velozes.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade