PUBLICIDADE

Liga acadêmica impulsiona mulheres no mercado de tecnologia

Grupo de estudos une participantes e estimula desenvolvimento profissional e inserção no mercado de trabalho.

28 mai 2022 05h00
| atualizado às 10h53
ver comentários
Publicidade
Laura Alves, coordenadora de cursos de tecnologia da UNINASSAU
Laura Alves, coordenadora de cursos de tecnologia da UNINASSAU
Foto: Reprodução

O número de mulheres na tecnologia ainda é baixo, apesar de crescente e do debate que já há sobre o tema. Além de poucas ainda se interessarem pela área, muitas ainda reclamam do preconceito na hora do processo seletivo. De olho nesse contexto, a UNINASSAU lançou em abril último a Liga Acadêmica Feminina de Tecnologia (Laftec).

“Precisamos quebrar o paradigma de que homens são mais ligados a funções relacionadas à razão e as mulheres à subjetividade. A Laftec foi criada com o objetivo de incentivar a participação delas na tecnologia. É um grupo voltado para todas as estudantes das Instituições de Ensino Superior (IES) do Ser Educacional”, destacou Laura Alves, coordenadora de cursos de tecnologia da UNINASSAU Digital como Digital Security, Coding e Data Science.

Segundo ela, qualquer mulher estudante dos cursos de tecnologia, seja presencial ou EaD, das Instituições do Ser Educacional podem participar do grupo. “Queremos unir todas para crescermos juntas, com o apoio dos professores e das IES em todo o Brasil”.

Liga acadêmica impulsiona mulheres no mercado de tecnologia:

HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato!

Homework Homework
Publicidade
Publicidade