0

iPhone 12 pode ser vendido sem carregador e fone de ouvido, diz analista

Segundo o analista Ming-Chi Kuo, que costuma fazer previsões certeiras sobre os lançamentos da empresa, a Apple não vai mais incluir os itens na caixinha do iPhone para diminuir custos e manter o aparelho em preços semelhantes ao iPhone 11

29 jun 2020
12h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Quem aguarda o lançamento do próximo iPhone no fim do ano pode ter uma surpresa: a Apple está considerando não incluir fones de ouvido com fio e carregador do aparelho no kit do smartphone. A informação foi divulgada pelo site 9to5Mac neste domingo, 28, baseada nas informações do analista especializado na marca Ming-Chi Kuo - há anos, ele costuma fazer previsões certeiras sobre os lançamentos da empresa.

De acordo com o site, a Apple pretende vender o iPhone 12 com preços semelhantes à sua versão anterior. Para isso, reduzir a quantidade de itens na caixinha pode ser uma solução para deixar o kit mais barato e ainda incrementar sua loja de produtos com a venda separada dos acessórios.

Ainda não está claro, porém, se o cabo de carregamento vai estar presente na embalagem. Kuo ainda relembra que a Apple está apostando nos carregadores de 20W, que serão vendidos separadamente e vão substituir os outros dispositivos de 5W e 18W, indicando que a Apple não vai mais produzir os carregadores de potência menor.

Segundo o site, ainda sem data de lançamento, o iPhone 12 está previsto para ser lançado em quatro versões: uma menor, com tela de 5,4 polegadas, dois modelos com tela de 6,1 polegadas e a versão "max", com tela de 6,7 polegadas — maior que a tela do iPhone 11 Pro Max, que é de 6,5 polegadas.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade