3 eventos ao vivo

Voltada para o meio ambiente, Solví lança programa de aceleração de startups

Serão até 10 startups de meio ambiente contempladas com investimentos que podem chegar a R$ 3 milhões de reais

1 jul 2020
05h12
atualizado às 15h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Solví, empresa voltada para o setor ambiental, está criando um programa de aceleração que vai contemplar até 10 startups com ações direcionadas à destinação, valorização, transporte e uso de resíduos para gerar ou otimizar energia. Ao final, as escolhidas poderão receber um investimento que varia de R$ 500 mil a R$ 3 milhões cada.

Intitulado SMARTie, o programa pode ser considerado como uma iniciativa de corporate venture, ou seja, um investimento direto nessas empresas iniciantes e surgiu a partir da iniciativa de apoiar empresas comprometidas com o meio ambiente e motivado pelo crescimento de startups no setor: segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups) eram 12.727 startups do tipo no país no ano passado, um crescimento de 207% nos últimos cinco anos.

"A partir de agora, o Grupo Solví adiciona as startups como foco para atuar na inovação em meio ambiente. Geralmente, elas têm uma boa solução, mas precisam dar um salto que não depende só dela. Por outro lado, a empresa tem toda uma estrutura de corporação consolidada e pode oferecer uma cadeia de parceiros. Ou seja, tudo aquilo que é necessário para escalar", explicou Julio Begali, chefe de Operações da SMARTie.

As startups interessadas em participar passarão por seis fases avaliativas, com resoluções de problemas, entrevistas e outros desafios. Nas fases iniciais, os desafios serão distintos, a depender da área de atuação da startup. A inscrição poderá ser feita no site da SMARTie e a Solví espera atrair cerca de 300 startups na fase de inscrição do programa.

Veja também:

Startup cria algoritmo que detecta covid-19 com raio-x
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade