PUBLICIDADE

Lander do Japão surpreende ao sobreviver a 3ª noite na Lua

O Japão anunciou que seu lander SLIM respondeu a sinal enviado na terça (23), mostrando que sobreviveu à fria noite na Lua pela terceira vez

24 abr 2024 - 15h18
(atualizado às 18h21)
Compartilhar
Exibir comentários

O módulo de pouso SLIM, do Japão, resistiu à terceira noite na Lua e continua funcionando. A novidade foi anunciada nesta quarta (24) pela agência espacial japonesa JAXA, que publicou uma nova foto tirada pelo lander na superfície do nosso satélite natural

Foto: JAXA / Canaltech

Segundo a JAXA, o SLIM (sigla de Smart Lander for Investing Moon) respondeu ao sinal que enviaram na noite de terça (24), o que indica que sobreviveu à noite lunar. Ainda, parece que os recursos principais do lander continuam funcionando. 

Agora, os cientistas da missão vão continuar acompanhando a sonda para verificar como seus instrumentos e sistemas se saem nos próximos dias. Os dados obtidos pelo SLIM podem ajudar os cientistas a encontrar pistas importantes da origem da Lua. 

A nova resposta do lander é surpreendente, uma vez que ele não foi projetado para resistir a mais de uma noite na Lua. A temperatura por lá pode chegar a 100 ºC durante o dia, mas cai para congelantes -170 ºC durante a noite. 

Cratera Shioli, o local de pouso do SLIM (Imagem: Domínio público)
Cratera Shioli, o local de pouso do SLIM (Imagem: Domínio público)
Foto: Canaltech

O SLIM pousou com alta precisão no nosso satélite natural em janeiro, ficando a apenas 100 metros do local desejado. No entanto, dois dos seus motores principais pararam de funcionar quando faltava menos de um minuto para que ele tocasse a Lua.

Como resultado, o SLIM desceu de "cabeça para baixo"; se a falha não tivesse acontecido, ele provavelmente teria ficado a menos de três metros do seu alvo. Mesmo assim, o desfecho foi altamente comemorado pela JAXA e por outras agências espaciais. 

Não é fácil pousar na Lua com tanta precisão — basta lembrar que outras missões enviadas ao nosso satélite natural ficaram a quilômetros dos locais planejados por suas equipes. "Provamos que podemos pousar onde quisermos, em vez de onde pudermos", celebrou Shinichiro Sakai, gerente de projeto do SLIM.

Fonte: APNews

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade