3 eventos ao vivo

Tudo o que se sabe sobre o ataque hacker ao Twitter

Ataque cibernético realizado na última quarta-feira (15) é investigado pela empresa e pelo FBI

22 jul 2020
18h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um ataque cibernético invade 45 contas de personalidades, políticos e empresas norte-americanas para postar instruções de um golpe financeiro. Parece enredo de ficção, mas não é. Na última quarta-feira (15), foi exatamente isso que ocorreu com diversos perfis verificados na rede social Twitter. Até o momento, pouco se sabe sobre quem orquestrou o cibercrime, mas indícios apontam a maneira como tudo aconteceu.

Durante poucos minutos da última quarta-feira, as 45 contas postaram, de maneira orquestrada, uma convocação para a realização de doações para uma carteira do criptoativo Bitcoin. A promessa era de que quem fizesse alguma doação receberia o dobro do valor de volta. Os perfis de Bill Gates, Elon Musk, Warren Buffet, Kanye West, Jeff Bezos, Joe Biden, Barack Obama foram alguns dos afetados pelo ataque.

Após o incidente, tanto o próprio Twitter quanto o Federal Bureau of Investigation, o FBI, passaram a investigar o caso. De acordo com análises preliminares, o ataque se deu por meio de uma ferramenta interna da rede social, que é utilizada por funcionários para dar suporte a perfis e contas.

Segundo a empresa que comanda a rede social, os autores deste ataque manipularam um pequeno grupo de colaboradores para conseguir ter acesso a essa ferramenta interna. Ainda não se sabe, porém, como se deu essa manipulação, isto é, se os colaboradores foram subornados ou tiveram seus dados roubados e utilizados como forma de extorsão.

O que chama a atenção nessa história toda não é apenas o fato de uma pessoa ou um grupo de pessoas ter conseguido hackear as 45 contas, mas também a facilidade com que o ataque se concretizou. Por conta do incidente, no final da semana passada, o Twitter chegou a perder US$ 1,3 bilhões de dólares com a baixa de suas ações.

Veja também

Desafios, memes e música: o segredo do “boom” do TikTok

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade