1 evento ao vivo

Startup de comida saudável Liv Up recebe aporte de R$ 90 milhões

Rodada de investimento foi liderada por fundo americano ThornTree Capital e vai ajudar empresa na expansão geográfica e do portfólio

12 set 2019
05h11
  • separator
  • 0
  • comentários

A startup de comida saudável Liv Up anuncia nesta quinta-feira, 12, uma nova rodada de aportes avaliada em R$ 90 milhões. O investimento é liderado pelo fundo de investimento americano ThornTree Capital Partners e tem participações dos fundos Kaszek, Spectra e Endeavor Catalyst. O dinheiro será usado na expansão geográfica da empresa no País e na ampliação do portfólio, que passará a oferecer refeições voltadas ao público infantil, bem como saladas e bebidas.

O presidente e co-fundador da empresa, Victor Santos, conta que desde a fundação da Liv Up, em 2016, tem recebido retorno dos clientes, sobretudo de mães em busca de alimentação saudável - e prática - para os filhos. Com base nessa demanda, ele decidiu criar uma linha voltada para o lanche escolar das crianças e comida para bebês. "Estamos construindo uma marca com foco na opinião e necessidade de nossos clientes", diz o executivo.

Atualmente a empresa, que nasceu em São Paulo, atende 30 cidades no Brasil, nas Regiões Sul e Sudeste, além da Brasília. A partir do próximo trimestre, vai estrear na região Nordeste, onde começará a atender as cidades de Recife, Fortaleza e Salvador. A startup também vai iniciar, até o fim do ano, operação em Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

Além da expansão geográfica e do portfólio, a Liv Up também vai estrear este ano um serviço de restaurantes para operação delivery. Serão 3 unidades em São Paulo com planos para expandir para outros locais. O diferencial é que, neste caso, as refeições chegarão ao cliente prontas para consumir, sem a necessidade de pré-aquecimento como ocorre hoje. "Entendemos que pode haver uma sobreposição, mas queremos alcançar um público mais amplo", explica o executivo. Atualmente, as refeições oferecidas pela empresa custam entre R$ 17 e R$ 30. Há ainda snacks e doces com preços entre R$ 5 e R$ 10.

"Estamos num ritmo de crescimento muito acelerado, triplicando o tamanho da empresa a cada ano", diz Santos. Segundo ele, a empresa que começou com 5 pessoas e funcionava num espaço de 100 m², hoje conta com 450 pessoas e 10 centros de distribuição - até o fim do ano serão 14. No total, são 250 mil refeições por mês e 150 mil clientes. O objetivo, diz o presidente da empresa, é fazer com que a velocidade de crescimento aumente ainda mais nos próximos meses. Para suportar essa expansão, a startup tem 100 vagas em aberto nas áreas de tecnologia, dados, marketing, nutrição e gastronomia.

Produtos orgânicos

Com um apelo saudável, a Liv Up aposta especialmente no aumento dos ingredientes orgânicos em seus pratos para cativar seu público. Cerca de 70% dos legumes e vegetais que hoje compõem as refeições feitas pela empresa têm esse "selo natural". "Temos 20 famílias parceiras que produzem mais de 30 toneladas de ingredientes orgânicos todos os meses", diz Santos. A expectativa dele é que a empresa fature neste ano R$ 100 milhões.

Em nota, o sócio diretor da ThornTree Capital, Mark Moore, ex-sócio da Bain Capital, disse que "está empolgado com o investimento em uma marca inovadora e direta ao consumidor como a Liv Up". Mesma percepção tem Santiago Fossatti, sócio da Kaszek, que já tinha investido US$ 1,7 milhão na empresa em 2017. "Ficamos contentes em continuar apoiando a companhia, centrada no consumidor e com ambição para transformar o setor."

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade