0

Só 20% dos brasileiros sabem o que é um super app, diz estudo

Conceito de aplicativos que reúnem diversos serviços em uma só plataforma ainda é pouco conhecido, mas muito útil; para executivos, mercado não terá batalha pelo 'único' super app

31 ago 2019
05h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Um único aplicativo, com diversos serviços à disposição do consumidor: esse é o conceito de super app, uma das principais tendências tecnológicas dos últimos anos no mercado brasileiro. Apesar de diversas empresas - iFood, Rappi, Inter, Uber e até o Facebook - estarem de olho no conceito, ele ainda é pouco familiar para a maioria dos brasileiros. Apenas um em cada cinco habitantes do País sabe o que é um super app, revelou o Google nesta quinta-feira, 29 - a gigante americana conduziu um estudo sobre o tema recentemente com usuários brasileiros.

No entanto, quando o conceito foi explicado às pessoas, muitas delas perceberam a utilidade dos super apps - 20% dos usuários baixariam uma plataforma desse tipo imediatamente, enquanto outros 25% demonstraram o desejo de fazê-lo, movidos por fatores como pouco espaço em seus celulares. Entre as ferramentas mais procuradas pelos usuários em um aplicativo deste tipo, diz o estudo, estão troca de mensagens (44,8%), seguida de serviços de compras (30,3%) e delivery (29,2%).

Na visão de Maira Ramos, chefe da área de aplicativos do Google, não é toda empresa que pode se encaixar para oferecer um super app aos seus usuários. "É preciso ter um público grande e uma recorrência que faça sentido para que o app continue instalado no celular do brasileiro", disse ela a jornalistas, durante evento realizado pelo Google em sua sede em São Paulo.

De acordo com dados da consultoria App Annie, houve mais de 7,3 bilhões de downloads no Brasil em todo o ano passado - no entanto, os brasileiros são também o segundo povo que mais desinstala apps no mundo, atrás apenas do Vietnã, de acordo com outra consultoria, a AppsFlyer. No caso de aplicativos de delivery de comida, esse é um quesito bastante drástico: segundo a AppAnnie, o setor teve mais de 140 milhões de downloads nos últimos dois anos no País, mas apenas 16% dos usuários brasileiros mantém um app desse tipo instalado uma semana após o download.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade