4 eventos ao vivo

QuintoAndar cria linha de crédito de R$ 4,5 mi para corretores e imobiliárias

Parceiros da startup, em lista que inclui também fotógrafos dos apartamentos, podem solicitar antecipação de até 70% da média de ganhos mensais; já imobiliárias podem ter antecipação com taxa de 0,5% ao mês

6 mai 2020
17h06
atualizado às 17h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A startup de aluguel de imóveis residenciais QuintoAndar lançou, nos últimos dias, duas linhas de crédito para apoiar seu ecossistema de parceiros. Com o valor total de R$ 4,5 milhões, as linhas vão permitir que corretores, fotógrafos e imobiliárias que atuam com a empresa possam pedir antecipação de seus ganhos mensais.

Desenvolvida em parceria com a startup Mova, a linha de crédito para corretores e fotógrafos vai permitir que os parceiros antecipem até 70% dos ganhos mensais, com base na média de comissões e serviços realizados em janeiro e fevereiro deste ano. A antecipação não tem taxas e, segundo, o QuintoAndar, cerca de 340 colaboradores já solicitaram o crédito, com antecipação média de R$ 1,4 mil.

Já a linha de crédito para imobiliárias, feita diretamente pela startup, vai se basear nos valores recebidos nos últimos três meses. As empresas poderão captar os recursos e terão pagamento de taxa de 0,5% ao mês, com pagamento feito em até dez parcelas mensais.

"Uma das nossas maiores preocupações é com a forma como a Covid-19 vai impactar a sustentabilidade financeira dos nossos parceiros. Nossos times trabalharam muito para encontrar uma solução eficaz", diz Gabriel Braga, presidente executivo do QuintoAndar. "Buscamos parceiros com experiência nessa área e fechamos com a startup Mova, que nos ajudou a viabilizar a operação."

Presente em 30 cidades do País e considerada um unicórnio (avaliada em pelo menos US$ 1 bi) desde o meio de 2019, o QuintoAndar tem passado por momentos difíceis nesta crise em meio à pandemia do coronavírus e a subsequente redução na demanda por novos aluguéis. Em abril, a empresa decidiu demitir 8% de sua força de trabalho - cerca de 90 pessoas dos 1,1 mil funcionários que possuía antes da crise.

"O QuintoAndar decidiu adaptar sua operação ao novo contexto de mercado, que resultou na redução nos volumes projetados de demanda por aluguel e venda de imóveis residenciais. O ajuste reforça a capacidade da empresa de cumprir seus compromissos atuais e futuros, dos quais dependem milhares de clientes e centenas de colaboradores", afirmou um porta-voz da startup, em nota enviada à reportagem na ocasião.

Veja também:

Apple Event: 3 detalhes que merecem destaque
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade