0

Empreendedores criam horta inteligente para uso doméstico

Bruno Arouca, Juan Correa e Rodrigo Farina apostaram no crescimento das hortas urbanas para criar a startup Brota

15 out 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A perspectiva de cultivar ervas, temperos e legumes dentro de casa, para consumo de alimentos mais saudáveis, tem feito com que o conceito de horta urbana cresça nas metrópoles do País. Dentro desse cenário, no entanto, há dificuldades que fazem as pessoas desistirem do plantio, como, por exemplo, a falta de tempo, conhecimento e espaço dedicado para a atividade.

Pensando nessas barreiras, que impedem as pessoas de cultivar hortas domésticas, os empreendedores Bruno Arouca, Juan Correa e Rodrigo Farina criaram, neste ano, a startup Brota. Os três, que são engenheiros formados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), desenvolveram um dispositivo inteligente, autônomo e autoirrigável para cultivo de condimentos e legumes.

Pensando nas barreiras que impedem as pessoas de cultivar hortas domésticas, os empreendedores Bruno Arouca (à dir.), Juan Correa (ao meio) e Rodrigo Farina (à esq.) criaram, neste ano, a startup Brota
Pensando nas barreiras que impedem as pessoas de cultivar hortas domésticas, os empreendedores Bruno Arouca (à dir.), Juan Correa (ao meio) e Rodrigo Farina (à esq.) criaram, neste ano, a startup Brota
Foto: Brota / Divulgação

"Enxergamos a jardinagem, o cultivo urbano, como um setor da relação do humano com a natureza e seus alimentos", diz Farina, CEO da Brota. "Nosso propósito é ajudar a transformar este cenário (de dificuldade de manter hortas domésticas) e trazer luz à discussão sobre este tema que deverá ser cada vez mais pauta na sociedade." Na visão da startup, a estimativa é de que, no futuro, os alimentos sejam produzidos mais nas áreas urbanas do que nas zonas rurais.

"Estilo Nespresso"

Para solucionar os problemas envolvendo a baixa adesão à jardinagem, a aposta da Brota foi desenvolver um dispositivo compacto - com dimensões de 20 centímetros de comprimento, 20 centímetros de largura e 9 centímetros de altura - que conseguisse, de maneira automatizada, distribuir a água de seu reservatório para as plantas de maneira automática e na medida certa para cada tipo de erva, hortaliça ou legume.

A aposta da Brota foi desenvolver um dispositivo compacto, para que ele coubesse em qualquer lugar da casa: 20 centímetros de comprimento, 20 centímetros de largura e 9 centímetros de altura
A aposta da Brota foi desenvolver um dispositivo compacto, para que ele coubesse em qualquer lugar da casa: 20 centímetros de comprimento, 20 centímetros de largura e 9 centímetros de altura
Foto: Brota / Divulgação

O dispositivo de horta inteligente desenvolvido por Arouca, Correa e Farina funciona como uma espécie de "Nespresso", em que o usuário precisa comprar cápsulas com as plantas que deseja cultivar para, então, inseri-las no dispositivo. Feito isso, elas já são irrigadas automaticamente pelo sistema. Dentro de cada cápsula, além do condimento escolhido, há também a quantidade certa de terra necessária para seu crescimento.

Feito de plástico reciclável, o dispositivo de horta inteligente consegue regar até 6 plantas diferentes em um período de até 25 dias, sem a necessidade de repor o reservatório de água. "Por ser autoirrigável, você só precisa colocar água no sistema uma vez por mês", diz Farina. "Como as cápsulas já são preparadas com tudo que cada semente precisa, tudo foi pensado para que a planta se desenvolva 100% sozinha."

A Brota comercializa 12 tipos de cápsulas diferentes, que variam nas categorias de hortaliças, temperos e ervas para chá
A Brota comercializa 12 tipos de cápsulas diferentes, que variam nas categorias de hortaliças, temperos e ervas para chá
Foto: Brota / Divulgação

A Brota comercializa 12 tipos de cápsulas diferentes, que variam nas categorias de hortaliças, temperos e ervas para chá: camomila-húngara, hortelã, salsa, manjericão italiano, coentro português, alface, rúcula, pimenta calabresa, alecrim, cebolinha, orégano, tomilho e tomate cereja. Segundo Farina, a startup já está desenvolvendo os módulos de tomate e sálvia.

O kit da horta inteligente, que vem o dispositivo mais seis cápsulas e dois meses de apoio online de biólogos parceiros da Brota, sai por R$ 225 à vista e pode ser parcelado. Caso seja necessária a reposição das plantas, o usuário pode pedir um conjunto de três módulos por R$ 36. Os pedidos devem ser feitos no site da empresa.

Veja também:

Apple Event: 3 detalhes que merecem destaque
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade