PUBLICIDADE

Gigante de criptomoedas Tether lançará stablecoin atrelada à libra esterlina

22 jun 2022 11h55
| atualizado às 12h04
ver comentários
Publicidade

A empresa de criptomoedas Tether disse nesta quarta-feira que lançará no próximo mês uma "stablecoin" atrelada à libra esterlina, um movimento que ocorre quando Londres elabora planos para regular moedas digitais.

Stablecoins são criptomoedas projetadas para manter um valor estável em relação a moedas tradicionais ou commodities como o ouro. Esses ativos digitais procuram evitar a volatilidade que torna o bitcoin e outros tokens digitais impraticáveis para grande parte do comércio.

A stablecoin indexada ao dólar da Tether, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, é a terceira maior em valor de mercado, com cerca de 68 bilhões de dólares em circulação. Os tokens são sustentados por uma mistura de dólares, dívidas governamentais e dívidas de curto prazo emitidas por empresas.

À medida que o colapso da stablecoin terraUSD desencadeou uma liquidação nos mercados de criptomoedas, o Tether rompeu a paridade de 1:1 com o dólar, abalando a fé dos investidores em uma engrenagem importante na economia das criptomoedas.

O Reino Unido planeja colocar algumas stablecoins sob a supervisão de reguladores, parte de um plano para explorar o potencial da tecnologia de ativos digitais e blockchain para ajudar os consumidores a fazerem pagamentos com mais eficiência.

"Acreditamos que o Reino Unido é a próxima fronteira para a inovação blockchain e a implementação mais ampla de criptomoedas para os mercados financeiros", disse o diretor de tecnologia da Tether, Paolo Ardoino, em comunicado, acrescentando que a empresa trabalhará com os reguladores britânicos.

O Ministério das Finanças do Reino Unido não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Além de sua moeda lastreada em dólar, a Tether oferece tokens atrelados ao euro, iuan offshore e peso mexicano.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade