1 evento ao vivo

"Não autorizo uso de minha imagem", diz general sobre ato

Deputado federal Roberto Peternelli (PSL-SP) diz que pedir 'fora Maia e fora Alcolumbre' é tão impróprio quanto 'fora Bolsonaro'

26 fev 2020
05h10
atualizado às 07h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um dos generais fardados cuja foto foi usada para convocar a manifestação contra o Congresso, o deputado federal Roberto Peternelli (PSL-SP) desautorizou o uso da imagem.

Sua imagem, com uma farda do Exército, foi colocada ao lado de fotos do ministro Augusto Heleno (GSI), do vice-presidente Hamilton Mourão e do secretário de Segurança de Minas Gerais, Mário Lúcio Araújo. O texto dizia: "os generais esperam a ordem do povo" e "fora Maia e fora Alcolumbre", mensagens que Peternelli rechaçou.

Manifestações em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. 24/05/2017. REUTERS/Paulo Whitaker
Manifestações em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. 24/05/2017. REUTERS/Paulo Whitaker
Foto: Reuters

Ao Estado, o deputado disse que vê no Congresso "uma atuação muito salutar". Heleno e Mourão não se manifestaram.

General, o sr. autorizou o uso de sua imagem para convocar manifestação que pede "fora Maia e fora Alcolumbre"?

Creio que o objetivo fosse dar um cunho do Exército, e não dos generais individualmente. Mas as Forças Armadas pertencem ao Estado e não são partidárias. Ninguém me pediu para usar minha imagem. 'Fora Maia e Alcolumbre' é impróprio como o 'fora Bolsonaro'.

O presidente divulgou vídeo em que o chefe do Executivo convoca manifestação contra outro Poder. O que o sr. acha?

Só ele pode responder isso. Atrito entre o Executivo e o Legislativo não contribui para o País. Temos de focar no que é bom para o Brasil e buscar o consenso para aprovar as reformas.

O senhor faz parte do Congresso, como o senhor avalia a atitude de membros do governo, como o general Heleno, em relação ao legislativo?

O Congresso produziu de forma muito produtiva em 2019. Vejo no Parlamento uma atuação muito salutar. Todos têm por objetivo o bem do povo brasileiro. Só que uns pensam que o caminho é esse e outros pensam em um caminho diferente. Agora, fica complicado para o governo quando o relator do orçamento diminui ainda mais a fatia de verbas de que o governo dispõe para suas ações.

O senhor está me dizendo que sua imagem foi usada de forma indevida nesse panfleto, mas nenhum dos outros generais se manifestou até agora sobre isso e todos ocupam cargos importantes na República?

Repito que 'Fora Maia e Alcolumbre' não tem nada a ver, assim como 'Abaixo Bolsonaro'. Esse tipo de manifestação não é bom para nenhum lado. Ele não permite a criação de consenso necessário ao País. E o consenso é preciso para que possamos votar as reformas Administrativa e Tributária e o projeto de mineração nas terras indígenas. Sobre o discurso intervencionista, o general (Eduardo) Villas Bôas já deixou claro o que o Exército pensa.

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade