0

Venezuela receberá investimentos da Rússia nos setores de petróleo e ouro, diz Maduro

6 dez 2018
16h46
  • separator
  • comentários

A Venezuela assinou contratos de investimento da Rússia nos setores de petróleo e ouro do país, disse o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nesta quinta-feira ao final de uma visita de três dias a Moscou.

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se reúne com presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou
REUTERS/Maxim Shemetov
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se reúne com presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou REUTERS/Maxim Shemetov
Foto: Reuters

"Assinamos contratos para garantir investimentos de mais de 5 bilhões de dólares com nossos parceiros russos em empreendimentos conjuntos para aumentar a produção de petróleo", disse Maduro em um vídeo publicado em sua conta de Twitter.

    "Também estamos garantindo um investimento de 1 bilhão de dólares na mineração, principalmente de ouro", acrescentou.

    Maduro não especificou onde os investimentos serão feitos ou com quanto dinheiro as empresas russas contribuirão. Os ministérios da Informação e do Petróleo da Venezuela não responderam de imediato a pedidos de detalhes adicionais.

    Como a produção petrolífera venezuelana está despencando em meio à hiperinflação e ao quinto ano de contração econômica, Maduro voou a Moscou na segunda-feira para se encontrar com seu o presidente russo, Vladimir Putin. Os dois planejaram discutir um auxílio financeiro a Caracas e uma cooperação na área de petróleo e gás, disse um assessor do Kremlin.

    A Rússia se tornou uma fonte vital de crédito para a Venezuela nos últimos anos, mas o governo Maduro tem tido dificuldade para pagar suas dívidas. O chefe da petroleira russa Rosneft foi a Caracas no mês passado para pressionar Maduro devido ao atraso nas remessas de petróleo enviadas para saldar empréstimos.

    "Rússia e Venezuela estão mais unidas do que nunca", afirmou Maduro.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade