0

Vacinação contra Covid nos EUA será liberada para todos os adultos até 19 de abril, diz Biden

6 abr 2021
19h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, adiantou a meta de vacinação contra a Covid-19 para todos os adultos norte-americanos para o dia 19 de abril, mas alertou que com as novas variantes do vírus que estão se espalhando "ainda estamos em uma corrida de vida ou morte" com o coronavírus.

Joe Biden faz discurso sobre vacinação
 6/4/2021   REUTERS/Kevin Lamarque
Joe Biden faz discurso sobre vacinação 6/4/2021 REUTERS/Kevin Lamarque
Foto: Reuters

Biden orientou os Estados a ampliarem o direito à vacina para pessoas de 18 anos ou mais até o dia 19 de abril, duas semanas antes do prazo do dia 1º de maio que ele havia anunciado anteriormente. Nenhuma vacina contra a Covid-19 é autorizada ainda para crianças com menos de 16 anos, embora estudos estejam sendo conduzidos.

A maioria dos Estados norte-americanos já anunciou que irá abrir a vacinação para todos os adultos até a nova data estabelecida. 

"O que fizermos agora vai determinar quantas pessoas vamos salvar ou perder nos meses de abril e maio, e junho, antes de chegarmos ao dia 4 de julho", disse Biden, em referência ao dia de independência dos EUA, em um evento na Casa Branca.

Mais de 80% dos professores e funcionários de escolas já tomaram pelo menos uma dose da vacina, afirmou Biden, que apontou também que as variantes do coronavírus estão se espalhando e gerando uma alta no número de casos. 

"Não estamos na linha de chegada. Ainda temos muito trabalho pela frente. Ainda estamos em uma corrida de vida ou morte", disse Biden. 

O presidente democrata afirmou que até o dia 19 de abril todas as pessoas com mais de 18 anos poderão ser vacinadas no país. 

Veja também:

A hipnotizante erupção do vulcão Piton de la Fournaise
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade