1 evento ao vivo

UE não terá horário de verão a partir de 2019

Pesquisa online motivou decisão

17 set 2018
17h18
atualizado às 17h28
  • separator
  • 0
  • comentários

A Comissão Europeia decidiu que o continente não vai mais adotar o horário de verão a partir de outubro de 2019. A secretária de transportes da instituição, Violeta Bulc, anunciou a medida na última sexta-feira (15).

O horário de verão era obrigatório desde 1996.
O horário de verão era obrigatório desde 1996.
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Bulc disse que os Estados terão até abril de 2019 para decidir se vão ficar permanentemente no horário de inverno ou no de verão. "Nós estamos incentivando consultas em nível nacional para garantir uma política coordenada entre todos os países membros", disse a secretária. A decisão foi baseada em uma pesquisa online respondida por 4,6 milhões de pessoas , das quais três milhões eram alemãs, que terminou com 80% de votos pela abolição da prática, que passou a ser adotada para economia de energia após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e durante a crise do petróleo de 1970. Desde 1996, todos os países do bloco passaram a ser obrigados a adiantar os relógios em uma hora no último domingo de março e atrasá-los novamente no último domingo de outubro.

Críticos do horário de verão dizem que a economia de energia se tornou insignificante ao longo dos anos devido ao progresso tecnológico alcançado com as lâmpadas de led, por exemplo. "Nós claramente rumamos para cidades inteligentes, prédios inteligentes e soluções inteligentes que vão trazer muito mais economia que mudanças no relógio", disse Maros Sefcovic, vice-presidente da divisão de transportes da comissão europeia.

Outra reclamação dos cidadãos pesquisados dá conta de que a mudança de horário causaria problemas de saúde, como redução da concentração e problemas de sono. Defensores da prática alegam que a maior duração da luz do dia traria benefícios à saúde e economizaria energia.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade