0

Sobreviventes descrevem horror em avião que se chocou durante pouso no Nepal

Das 71 pessoas a bordo, apenas 22 escaparam com vida, muitas delas porque estavam próximas às janelas; testemunhas relatam que houve uma forte explosão e turbulência forte.

13 mar 2018
12h46
atualizado às 12h56
  • separator
  • comentários

Sobreviventes e testemunhas da queda de um avião no aeroporto de Katmandu, capital do Nepal, descreveram os momentos de terror vividos quando a aeronave se chocou com o solo ao tentar aterrissar nesta segunda-feira. Das 71 pessoas a bordo do voo, que saiu de Bangladesh, 49 morreram.

Acidente ocorrido no Nepal está entre os que mais vitimaram pessoas nos últimos anos | Foto: Bishnu Sapkota
Acidente ocorrido no Nepal está entre os que mais vitimaram pessoas nos últimos anos | Foto: Bishnu Sapkota
Foto: BBC News Brasil

Entre os sobreviventes, há 11 do Nepal e 11 de Bangladesh.

As testemunhas relataram terem ouvido uma grande explosão, seguida por uma forte turbulência, e que as pessoas dentro do avião então começaram a se desesperar e chorar.

Uma investigação está em curso para descobrir as causas do acidente. A caixa-preta da aeronave já foi localizada em meio aos destroços.

Este é o pior desastre aéreo a acontecer no Nepal desde 1992, quando um avião vindo do Paquistão caiu, matando 167 pessoas.

O país tem um histórico de acidentes aéreos: foram mais de 70 envolvendo aviões e helicópteros desde 1949, ano quem que a primeira aeronave pousou ali.

A maioria dos acidentes foi atribuída às más condições do tempo, à inexperiência dos pilotos e à falta de manutenção das aeronaves.

Segundo os sobreviventes, o avião estava dando voltas e subindo e descendo antes da queda
Segundo os sobreviventes, o avião estava dando voltas e subindo e descendo antes da queda
Foto: Reuters / BBC News Brasil

Forte explosão

A aeronave era um Bombardier Dash 8 Q400 de 17 anos, operada pela companhia aérea bengalesa US-Bangla.

Um dos sobreviventes lembra do fogo tomando conta da aeronave, mas não consegue descrever como conseguiu sair dali.

"Após a queda, eu estava tentando sair do avião porque ele estava pegando fogo, mas não conseguia porque minha mão e minha perna estavam presas", disse Keshav Pandey à BBC. "Eu estava sentado ao lado da saída de emergência, (então) talvez eu tenha caído para fora quando o socorro chegou e eles abriram a porta. Depois disso não me lembro de mais nada, estava inconsciente."

Outro sobrevivente descreve o momento em que o avião se chocou com o solo.

"Havia muito fogo do lado de fora e fumaça entrando na cabine. Aí aconteceu uma explosão. O fogo foi apagado, e nos resgataram", conta Sharin Ahmed, um professor de 29 anos.

No leito do hospital onde se recupera, Basanta Bohora lembra do avião começar, de repente, a balançar violentamente - e do barulho da explosão. "Eu estava sentado ao lado da janela, então pude escapar."

Basanta Bohora, um dos sobreviventes, diz que escapou porque estava sentado ao lado da janela
Basanta Bohora, um dos sobreviventes, diz que escapou porque estava sentado ao lado da janela
Foto: EPA / BBC News Brasil

"O avião subia, descia, ia pra direita, pra esquerda. Achei que fosse por causa de tráfego aéreo", disse à agência AFP Sanam Shakya, que também escapou pela janela.

Shradha Giri, que estava com sua filha em outro avião próximo, descreveu à BBC os momentos de caos, com muitas ambulâncias e bombeiros chegando ao local. "Foi traumatizante estar ali com minha filhinha. Todo mundo estava chocado em ver uma coisa daquelas acontecendo em frente aos nossos olhos."

Aeroporto de risco

Ainda não está claro o que causou o acidente.

A companhia aérea culpa o controle aéreo, enquanto o aeroporto diz que o avião pousou vindo da direção errada.

Uma conversa gravada entre o piloto e a torre de controle aéreo, minutos antes do acidente, indica que algo não estava bem. Questionado duas vezes sobre estar tendo algum problema, já que dava voltas em torno do aeroporto, o piloto negou. Depois, foi alertado que o alinhamento da aeronave estava errado.

Iqbal Hossain, um piloto aposentado de Bangladesh, falou à BBC sobre os desafios de se aterrissar em Katmandu.

"Há uma montanha bem atrás do fim da pista. Toda aeronave enquanto está aterrissando precisa se manter longe da montanha. E assim que o piloto a passa, ele precisa fazer uma rápida descida", diz ele. "Há uma planície no lado esquerdo da pista, mas no direito há um desfiladeiro, então se o avião sair da pista ele cairá ali. É um dos dez aeroportos mais perigosos do mundo."

A causa do acidente ainda não foi determinada
A causa do acidente ainda não foi determinada
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

veja também

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade