PUBLICIDADE

Prêmio Nobel da Paz em 2019 vai à guerra

Abiy Ahmed foi filmado no front contra rebeldes da etnia tigré

27 nov 2021 14h47
| atualizado às 15h53
ver comentários
Publicidade

A televisão estatal da Etiópia divulgou um vídeo que mostra o primeiro-ministro Abiy Ahmed, vencedor do Nobel da Paz em 2019, em atividades militares no front da guerra contra os rebeldes da etnia tigré.

Abiy Ahmed prometeu liderar ofensiva contra rebeldes
Abiy Ahmed prometeu liderar ofensiva contra rebeldes
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O premiê aparece na gravação com fardamento militar e caminhando ao lado de soldados do Exército, após ter prometido liderar "pessoalmente" as forças etíopes empenhadas desde o fim do ano passado em um conflito no norte do país.

No poder desde 2018, Ahmed venceu o Nobel da Paz no ano seguinte por conta do acordo que encerrou uma guerra de 20 anos com a vizinha Eritreia. Além disso, foi elogiado no exterior por ter feito reformas democráticas no segundo pais mais populoso da África.

No entanto, em novembro de 2020, iniciou uma ofensiva militar contra a Frente de Libertação do Povo do Tigré (TPLF), que governa a região homônima e foi dominante na política etíope até a ascensão de Ahmed, da etnia majoritária oromo.

O primeiro-ministro prometia uma vitória rápida, mas a guerra se arrasta há mais de um ano, e ele decidiu ir pessoalmente para o campo de batalha. "Não vamos recuar sem uma vitória", garantiu Ahmed neste sábado (27). "Não haverá descanso até destruirmos os inimigos", acrescentou.

A TPLF vinha conquistando territórios desde junho passado, chegando inclusive às regiões de Afar e Amhara. Além disso, se aliou ao Exército de Libertação Oromo (OLA), grupo que representa a mesma etnia do premiê, mas combate o governo federal e está baseado perto da capital Adis Abeba.

Países como Alemanha, Estados Unidos, Itália e Reino Unido já pediram para seus cidadãos deixarem a Etiópia por temor de um possível assalto dos rebeldes à capital.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade