PUBLICIDADE

Oriente Médio

ONU afirma que 1º carregamento de agentes químicos deixou a Síria

7 jan 2014 - 14h45
(atualizado às 14h45)
Compartilhar
Exibir comentários

O primeiro carregamento de agentes químicos do governo sírio deixou o país conforme o acordo sobre a destruição do arsenal químico de Damasco, indicou nesta terça-feira a missão conjunta encarregada da tarefa.

"Uma primeira quantidade de agentes químicos de primeira importância foi retirada de seus armazéns, transportada para o porto de Lattakia para verificação e armazenada em um navio comercial dinamarquês", informou um comunicado da missão conjunta ONU-Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq).

O texto informa que o navio se dirige para águas internacionais e deverá "esperar a chegada de outros agentes químicos importantes ao porto". "Isto inicia o processo de transferência dos agentes químicos da República Árabe Síria para locais fora de seu território tendo em vista a sua destruição", acrescenta a missão.

A segurança do navio é garantida por embarcações de China, Dinamarca, Noruega e Rússia, indicou. A coordenadora da missão, Sigrid Kaag, deve informar na quarta-feira o Conselho de Segurança da ONU sobre os últimos progressos da operação.

Conforme o plano de desmantelamento do arsenal químico sírio aprovado pelo Conselho de Segurança em setembro, todo o arsenal químico sírio deve ser destruído antes de 30 de junho.

Os componentes químicos devem ser reunidos no porto sírio de Lattakia e transportados para a Itália. Lá, eles vão ser levados a bordo de um navio da Marinha americana especialmente equipado para destruí-lo no mar.

A retirada dos agentes químicos mais perigosos deveria ter sido concluída inicialmente em 31 de dezembro, mas a data expirou sem que uma nova tenha sido fixada.

Problemas de segurança relacionados com o conflito que devasta a Síria e o mau tempo na região nas últimas semanas atrasaram o transporte para Lattakia, explicou recentemente a missão. 

A resolução da ONU foi adotada após ameaças de ataques americanos em resposta ao uso de armas químicas pelo regime de Damasco contra civis.

Guerra na Síria para iniciantes
AFP AFP
AFP AFP
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade