PUBLICIDADE

Guerra já gerou US$ 16,5 bilhões em prejuízo à economia síria

2 out 2013 12h22
| atualizado às 12h44
ver comentários
Publicidade

A destruição nos setores público e privado na Síria provocada pelo conflito iniciado há 30 meses alcançou US$ 16,5 bilhões, anunciou o primeiro-ministro Waël al-Halqi. "As destruições foram avaliadas em 2,9 bilhões de libras sírias (US$ 16,5 bilhões) nos setores público e privado devido a atos terroristas", afirmou Halqi, segundo a agência oficial Sana.

O primeiro-ministro anunciou em uma reunião no Parlamento que o governo está preparando um plano de reconstrução e que a Síria vai pedir "empréstimos a países amigos". Ele recordou que as divisas estrangeiras estão se esgotando por causa da queda da produção no setor energético. Estas reservas, alimentadas principalmente pela produção de petróleo, chegavam a US$ 18 bilhões no início do conflito em março de 2011.

Afetada por sanções internacionais e com a maioria dos poços de petróleo sob controle dos rebeldes, a Síria registrou queda de 90% da produção de petróleo desde o início do conflito. A maioria dos campos de petróleo fica na região leste do país, área controlada pelos rebeldes.

O conflito, que provocou mais de 115 mil mortes, afetou a maior parte dos setores econômicos da Síria, provocando uma queda dos investimentos, do turismo e do comércio exterior.

Guerra na Síria para iniciantes
AFP AFP
AFP AFP
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade