PUBLICIDADE

Ocidente vê apenas semanas para salvar acordo nuclear com Irã

21 jan 2022 12h02
ver comentários
Publicidade

Os Estados Unidos e seus aliados europeus afirmaram na quinta-feira que agora era uma questão de semanas para salvar o acordo nuclear de 2015 com o Irã, após uma rodada de negociações na qual uma fonte diplomática francesa afirmou que não houve progressos nos assuntos principais.

Bandeira do Irã em Viena
01/03/2021 REUTERS/Lisi Niesner
Bandeira do Irã em Viena 01/03/2021 REUTERS/Lisi Niesner
Foto: Reuters

Discussões indiretas entre Irã e Estados Unidos para ressuscitar o acordo nuclear foram retomadas quase dois meses atrás.

Diplomatas ocidentais haviam indicado anteriormente que esperavam um avanço nas próximas semanas, mas diferenças acentuadas permanecem. As questões mais difíceis ainda não foram resolvidas. O Irã rejeitou qualquer prazo imposto pelas potências ocidentais.

"Estamos de fato em um momento decisivo", disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em entrevista coletiva após se reunir com ministros de Reino Unido, França e Alemanha em Berlim.

"Há uma urgência real e é realmente uma questão de semanas agora, nas quais determinaremos se podemos ou não retornar ao cumprimento mútuo do acordo."

Pouco permanece do acordo de 2015, que suspendia sanções contra Teerã em troca de restrições às suas atividades nucleares. Em 2018, o então presidente norte-americano, Donald Trump, tirou Washington do acordo, restaurando sanções, e depois o Irã violou muitas das restrições do acordo nuclear e continuou a avançar muito além delas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade