1 evento ao vivo

Nacionalismo da vacina coloca mundo à beira de "fracasso moral catastrófico", diz chefe da OMS

18 jan 2021
11h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta segunda-feira que o mundo estava à beira de um "fracasso moral catastrófico" na distribuição de vacinas contra Covid-19, pedindo aos países e fabricantes que compartilhem as doses de maneira mais justa em todo o mundo.

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva em Genebra
03/07/2020 Fabrice Coffrini/Pool via REUTERS
Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva em Genebra 03/07/2020 Fabrice Coffrini/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que as perspectivas de distribuição equitativa estão em "sério risco", enquanto o sistema de compartilhamento de vacinas Covax pretende começar a distribuir vacinas no mês que vem.

Ele ressaltou que 44 acordos bilaterais foram assinados no ano passado e pelo menos 12 já foram assinados este ano.

"Isso pode atrasar as entregas do Covax e criar exatamente o cenário que o Covax foi projetado para evitar, com acumulação, um mercado caótico, uma resposta descoordenada e uma contínua perturbação social e econômica", disse ele.

Essa abordagem de "eu primeiro" deixou os mais pobres e vulneráveis do mundo em risco, afirmou ele na abertura da reunião anual do Conselho Executivo da entidade em formato virtual.

"No fim das contas, essas ações apenas prolongarão a pandemia."

A corrida global por vacinas tem se intensificado à medida que mais variantes infecciosas do vírus circulam.

Veja também:

Harry revela presente de Natal da rainha Elizabeth a Archie
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade