11 eventos ao vivo

Mulher de ex-presidente Mujica se torna vice-presidente do Uruguai

13 set 2017
18h58
  • separator
  • comentários

Lucia Topolansky, uma senadora uruguaia e esposa do ex-presidente José Mujica, se tornou vice-presidente nesta quarta-feira, após a renúncia de Raúl Sendic no fim de semana passado por preocupações de uso irregular de fundos públicos.

Lucia Topolansky participa de sessão do Congresso em Montevidéu
 13/9/2017    REUTERS/Andres Stapff
Lucia Topolansky participa de sessão do Congresso em Montevidéu 13/9/2017 REUTERS/Andres Stapff
Foto: Reuters

Topolansky, de 72 anos, que é a primeira mulher a atuar como vice-presidente do Uruguai, foi nomeada ao cargo sob disposições da Constituição uruguaia. Ela disse que irá procurar estabelecer uma ligação entre o governo esquerdista do presidente Tabaré Vázquez e o Congresso.

Assim como Mujica, Topolansky foi membro do movimento de guerrilha marxista Tupamaros em sua juventude.

A mudança deve causar pouco impacto na política. Desde 2005, o Uruguai tem sido comandado pelo partido de esquerda Frente Ampla (FA), que misturou políticas sociais progressistas, como a legalização da maconha, com regulações favoráveis ao mercado.

O comitê de ética da FA havia julgado que Sendic, que comandou a petroleira estatal Ancap de 2008 a 2009 e de 2010 a 2013, usou seu cartão de crédito da companhia para comprar itens pessoais.

De acordo com a Constituição do Uruguai, Sendic deveria ser substituído pelo senador que recebeu mais votos na eleição passada, que foi Mujica. Mas as leis uruguaias impedem presidentes de cumprirem mandatos consecutivos como presidente ou vice-presidente.

Com o segundo maior número de votos para o Senado, Topolansky era a próxima na linha.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade