0

México deportou mais de 15 mil imigrantes em março

Pressão de Donald Trump é para que o país contenha o fluxo de pessoas que seguem para o norte

23 abr 2019
20h37
atualizado às 20h54
  • separator
  • 1
  • comentários

O México enviou de volta 15 mil imigrantes no último mês, disse nesta terça-feira uma autoridade graduada do governo, chamando a atenção para um aumento das deportações diante da pressão exercida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para que o país contenha o fluxo de pessoas que segue para o norte.

Falando em coletiva de imprensa, Tonatiuh Guillen, chefe do Instituto Nacional de Migração, não disse para quais países os 15 mil foram devolvidos, mas a maior parte dos imigrantes que está cruzando o México vem da Guatemala, Honduras e El Salvador.

Imigrantes da América Central tentam avançar em seu caminho para entrar nos Estados Unidos. México, 22/4/2019. REUTERS/Jose Cabezas -
Imigrantes da América Central tentam avançar em seu caminho para entrar nos Estados Unidos. México, 22/4/2019. REUTERS/Jose Cabezas -
Foto: Reuters

Ao lado de Guillen, a ministra do Interior, Olga Sánchez, disse que o México não é culpado pelo aumento no número de imigrantes da América Central que está entrando no país.

Entretanto, ela observou que o México tem a obrigação de controlar sua fronteira sul com a Guatemala e que os imigrantes que entrarem no país precisam respeitar as leis mexicanas e se registrarem com autoridades.

Após um aumento no número de apreensões de cidadãos da América Central tentando entrar nos EUA, Trump ameaçou fechar a fronteira dos EUA com o México no mês passado, se o governo mexicano não contivesse a imigração ilegal imediatamente.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade