PUBLICIDADE

Mundo

Julgamento do agressor de Salman Rushdie é adiado; saiba os motivos

Autor pretende publicar memórias sobre o ataque

4 jan 2024 - 15h55
Compartilhar
Exibir comentários

O julgamento de Hadi Matar, homem acusado de esfaquear o escritor Salman Rushdie, foi adiado. O motivo está relacionado à publicação das memórias do autor sobre o ataque. A informação é do The Guardian.

Salman Rushdie
Salman Rushdie
Foto: Theo Wargo/Getty Images / Perfil Brasil

Um advogado de Matar solicitou ao juiz David Foley que adiasse o julgamento pouco antes de seu início, em 8 de janeiro, alegando que eles têm direito a ver o livro de memórias, que deverá ser divulgado em abril, e quaisquer materiais relacionados antes de Matar ser julgado, já que os documentos constituem provas.

O livro "Knife: Meditations After an Attempted Murder" será publicado em 16 de abril pela Penguin. Uma nova data para o julgamento não foi definida, porém, promotor distrital do condado de Chautauqua, Jason Schmidt, o "adiamento não mudará o resultado final".

No dia 12 de agosto de 2022, durante uma palestra na Instituição Chautauqua, Rushdie foi vítima de um ataque, no qual um homem invadiu o palco e o esfaqueou repetidamente. Como resultado, o escritor perdeu a visão de um olho e teve sua destreza comprometida em uma das mãos.

O agressor, identificado como Matar, foi prontamente detido e confessou sua culpa perante as acusações de tentativa de homicídio em segundo grau e agressão em segundo grau.

*texto sob supervisão de Tomaz Belluomini

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade