PUBLICIDADE

Mundo

Itália fornecerá mais um sistema antiaéreo à Ucrânia

Doação do Samp-T foi anunciada durante cúpula da Otan nos EUA

10 jul 2024 - 10h07
(atualizado às 10h58)
Compartilhar
Exibir comentários

A Itália fornecerá à Ucrânia mais uma bateria do sistema de defesa antiaérea Samp-T, fabricado em conjunto com a França.

    O anúncio foi feito durante a cúpula de líderes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Washington, nos Estados Unidos, que tem a presença do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

    Além da Itália, os EUA, a Alemanha e a Romênia também entregarão sistemas de defesa antiaérea Patriot, de fabricação americana, para Kiev, que pede mais armas dos países da Otan para fazer frente à invasão russa.

    "Nós nos concentramos muito no tema da defesa antiaérea, que é extremamente importante", afirmou a premiê italiana, Giorgia Meloni, em coletiva de imprensa em Washington.

    Segundo a primeira-ministra, o fornecimento do Samp-T mira ajudar a Ucrânia a "defender os civis e infraestruturas críticas, que a Rússia continua atacando, como vimos no hospital pediátrico atingido em Kiev". O aumento do auxílio militar à Ucrânia é um dos principais temas na pauta da cúpula da Otan, enquanto a guerra parece continuar em uma situação de impasse, sem grandes avanços em ambos os lados.

    Os países da aliança já forneceram unidades dos sistemas Samp-T e Patriot a Kiev no ano passado, mas é possível que algumas dessas baterias tenham sido danificadas em ataques de Moscou, enquanto outras ficaram sem munição.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade