PUBLICIDADE

Mundo

Investigação sobre presidente do Peru passa a incluir pulseira Cartier e depósitos

2 abr 2024 - 20h51
Compartilhar
Exibir comentários

O procurador-geral do Peru disse nesta terça-feira que uma investigação sobre a presidente Dina Boluarte foi ampliada para incluir uma pulseira Cartier de 56 mil dólares, em sua posse, e 1,1 milhão de soles (298,1 mil dólares) em depósitos bancários de "origem desconhecida".

Boluarte já está sob investigação por posse de relógios Rolex de alto valor.

Falando a uma comissão do Congresso, o procurador-geral Juan Villena disse que a investigação foi ampliada na segunda-feira. Foram incluídas na investigação jóias no valor estimado de 500 mil dólares que Boluarte foi fotografada usando durante eventos públicos.

Os depósitos nas contas bancárias de Boluarte datam de 2016 a 2022, antes de ela ser presidente. Na época, Boluarte alegou que as contas bancárias eram compartilhadas quando ela era presidente de um clube regional. Ela negou qualquer ato de corrupção.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade