1 evento ao vivo

Integrante de grupo neonazista é condenada à prisão perpétua na Alemanha

11 jul 2018
09h28
  • separator
  • comentários

Uma integrante de um grupo neonazista alemão foi condenada à prisão perpétua nesta quarta-feira por sua participação nos assassinatos de 10 pessoas ao longo de sete anos de crimes motivados por motivações raciais.

Integrante de grupo neonazista alemão Beate Zschaepe 11/07/2018  REUTERS/Michaela Rehle
Integrante de grupo neonazista alemão Beate Zschaepe 11/07/2018 REUTERS/Michaela Rehle
Foto: Reuters

Beate Zschaepe, de 43 anos, fez parte da Nacional Socialista Clandestina, cujos membros mataram oito turcos, um cidadão grego e uma policial alemã, de acordo com a Corte Regional Superior de Munique.

Os juízes disseram que Beate carrega "culpa particularmente pesada" e a condenaram à pena mais rígida, no final de um dos casos mais observados da história pós-guerra da Alemanha.

Durante o julgamento de cinco anos, Beate negou ter qualquer conhecimento dos assassinatos. Mas, depois, disse se arrepender de não ter impedido dois membros do grupo, Uwe Boehnhardt e Uwe Mundlos, de realizarem os assassinatos.

Boehnhardt e Mundlos se suicidaram em 2011 quando a polícia descobriu o grupo.

Promotores disseram que Beate desempenhou um papel-chave nos bastidores, planejando os assassinatos e conseguindo dinheiro e álibis.

Os assassinatos abalaram a Alemanha, que acreditava já ter aprendido com as lições do passado. Um relatório de 2014 disse que a polícia havia subestimado o risco da violência de extrema-direita no país e que uma série de erros havia permitido que o grupo atuasse sem ser detectado.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade