PUBLICIDADE

Índia declara 5 dias de luto oficial por morte de Nelson Mandela

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, lamentou antes a morte de Mandela, que descreveu como um "verdadeiro gandhiano"

6 dez 2013 09h58
ver comentários
Publicidade

O governo indiano anunciou nesta sexta-feira cinco dias de luto oficial como demonstração de respeito a Nelson Mandela, que morreu ontem em sua casa de Johanesburgo, informou uma fonte oficial.

A decisão se tomou em reunião do gabinete de governo, que ofereceu suas condolências pela morte do dirigente sul-africano.

"Mandela foi o maior líder não apenas de sua geração mas também de todo o paradigma. O papel que desempenhou no desmantelamento do 'apartheid' é exemplar", disse o ministro da Informação, Manish Tewari, que anunciou o luto oficial, segundo a agência PTI.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, lamentou antes a morte de Mandela, que descreveu como um "verdadeiro gandhiano" e destacou sua figura como uma fonte de "inspiração eterna para as futuras gerações".

"Um gigante entre os homens faleceu. É uma perda tanto para a Índia como para a África do Sul. Era um verdadeiro 'gandhiano'", afirmou Singh pelo Twitter.

Veja momento em que presidente sul-africano anuncia morte de Mandela:

Por sua vez, o presidente do país asiático, Pranab Mukherjee, manifestou sua profunda dor pela morte de Mandela, que definiu como um "ícone de inspiração para a humanidade".

Mandela foi comparado algumas vezes a Mahatma Gandhi, que o inspirou em sua luta não violenta e começou seu ativismo precisamente na África do Sul.

O sul-africano foi o segundo estrangeiro a receber Bharat Ratna, a maior condecoração civil da Índia, o primeiro país que Mandela visitou após ser libertado.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm">veja o infográfico</a>
EFE   
Publicidade
Publicidade