PUBLICIDADE

Homem é condenado à morte por levar 'Round 6' para Coreia do Norte

25 nov 2021 18h56
| atualizado às 19h44
ver comentários
Publicidade

Um homem, cuja identidade não foi revelada, foi condenado à morte na Coreia do Norte por contrabandear e vender cópias da série sul-coreana "Round 6", produção que se tornou a mais vista da história da Netflix.

Homem é condenado à morte por levar 'Round 6' para Coreia do Norte
Homem é condenado à morte por levar 'Round 6' para Coreia do Norte
Foto: EPA / Ansa - Brasil

A informação foi revelada pela Radio Free Asia, que relata que a sentença será executada por um pelotão de fuzilamento.

Segundo a publicação, o homem levou a série da China para o território norte-coreano e a vendeu em pen-drives. A descoberta ocorreu quando as autoridades locais viram sete estudantes de ensino médio assistindo aos episódios.

Um dos alunos foi condenado à prisão perpétua no regime de Kim Jong-un, enquanto que os outros seis foram sentenciados a cinco anos de trabalhos forçados. Os professores e líderes da escola foram demitidos e correm o risco de serem banidos para trabalha em minas remotas.

"Isso tudo começou na semana passada, quando um estudante do ensino médio comprou secretamente uma USB contendo o drama sul-coreano e assistiu com um de seus melhores amigos na classe", disse uma fonte da polícia na província de Hamgyong Norte, no nordeste do país, à Radio Free Asia.

Em seguida, eles comentaram entre si e compartilharam o pen-drive. Na sequência, foram capturados por censores pelo braço governamental especializado na detenção de telespectadores ilegais, a Surveillance Bureau Group 109.

Em 2020, o regime norte-coreano aprovou uma "Lei para a Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários" que proíbe a entrada e disseminação de material cultural estrangeiro, como filmes, música e livros no país. A medida tem como objetivo principal impedir a divulgação de conteúdos produzidos pela Coreia do Sul e Estados Unidos.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade