0

Governo Trump reestabelece sanções contra Irã

Em maio deste ano, o presidente dos EUA saiu do acordo com Teerã

2 nov 2018
13h54
atualizado às 16h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (2) que voltará a impor todas as sanções de seu país ao Irã que haviam sido revogadas com o pacto nuclear de 2015.
    A nova punição entrará em vigor na próxima segunda-feira (5) e envolverá os setores de energia, financeiro e naval. De acordo com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, as sanções visam "fundamentalmente mudar o comportamento da República Islâmica do Irã". Os países que continuarem a importar petróleo do Irã e as empresas que fizerem negócios com indivíduos ou entidades incluídos na "lista negra" de Trump serão penalizados. Pompeo e o secretário do Tesouro norte-americano, Steve Mnuchin, apresentaram 12 demandas ao país do Oriente Médio que devem ser cumpridas, como não apoiar o terrorismo, renunciar ao seu envolvimento militar na Síria e interromper completamente seus programas nucleares e de mísseis. Além disso, segundo Pompeo, oito países terão isenção temporária das sanções ao petróleo iraniano porque realizaram tentativas para eliminar as importações. As nações não foram identificadas, mas a expectativa é que entre eles esteja a Itália, Índia, Japão e Coreia do Sul. Em maio deste ano, o presidente dos Estados Unidos já havia anunciado a polêmica retirada do país do acordo com o Teerã.
   

Governo Trump reestabelece sanções contra Irã
Governo Trump reestabelece sanções contra Irã
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Veja também:

Filhote de panda 'carente' agarra perna de cuidador em zoo coreano
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade