0

George Pell é sentenciado a 6 anos de prisão por pedofilia

Cardeal australiano é um dos nomes mais importantes do Vaticano

13 mar 2019
09h01
atualizado às 10h25
  • separator
  • 0
  • comentários

O cardeal australiano George Pell foi sentenciado hoje (13) a seis anos de prisão por abusos sexuais cometidos quando era arcebispo católico de Melbourne nos anos 90.

George Pell é sentenciado a 6 anos de prisão por pedofilia
George Pell é sentenciado a 6 anos de prisão por pedofilia
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O religioso poderá entrar com um pedido de liberdade sob pagamento de fiança após cumprir três anos e oito meses da pena em regime fechado, em um centro de detenção na Austrália.

Pell foi considerado culpado pelos crimes de pedofilia por um tribunal em dezembro do ano passado, mas somente hoje a sentença foi anunciada.

O caso se refere a dois coroinhas de 13 anos de idade que teriam sido abusados por Pell depois de uma missa na Catedral de San Patrick. Para o juiz Peter Kidd, que proferiu a sentença, o religioso não mostrou nenhum remorso pelos crimes. O magistrado também disse que Pell levou uma "vida sem culpa".

Pell, de 77 anos de idade, é um dos homens mais poderosos dentro do Vaticano e o mais importante na Igreja Católica da Austrália.

Ele era o conselheiro financeiro do papa Francisco e secretário de Economia do Vaticano.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade