0

Foto de enfermeira que dormiu em ambulância viraliza na Itália

Profissional esperou por horas vaga em hospital para paciente

28 out 2020
10h38
atualizado às 10h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma foto de uma enfermeira que pegou no sono dentro de uma ambulância enquanto aguardava uma vaga em um hospital italiano viralizou no país e lembrou da importância do trabalho extenuante dos profissionais da linha de frente contra o coronavírus Sars-CoV-2.

A enfermeira Aurora Tocco viralizou após foto mostrar ela dormindo em ambulância em Palermo
A enfermeira Aurora Tocco viralizou após foto mostrar ela dormindo em ambulância em Palermo
Foto: Reprodução/Facebook / Ansa - Brasil

A imagem foi publicada no Facebook no último domingo (25), mas ganhou enormes proporções nesta terça-feira (27). A foto retrata a jovem Aurora Tocco, 22 anos, que ficou esperando dentro do veículo por sete horas por uma vaga no departamento exclusivo para Covid-19 no hospital Villa Sofia, em Palermo.

"Sim, a enfermeira cansada da foto sou eu. Eu peguei no sono. Eram cinco da manhã e estávamos parados na ambulância, parados, há sete horas", contou a profissional ao site "Live Sicilia", que foi o primeiro a dar amplitude para a foto.

Tocco informou que trabalha regularmente no Hospital das Crianças de Palermo, mas que em seus dias de folga, trabalha como voluntária no Serviço Sanitário de Urgência e Emergência Médica.

"Por que isso? Pela paixão, pelo meu compromisso, pela vontade que me faz acordar a cada manhã. Sou uma mulher sortuda e me ajuda muito o reconhecimento das pessoas enquanto estamos indo para o trabalho", disse ainda.

Sobre o trabalho durante a pandemia, a enfermeira afirmou que "algumas pessoas achavam que a Covid era uma mentira e agora que, infelizmente, testam positivo, se dão conta da realidade".

"O coronavírus é um inimigo invisível, mas tem quem o nega por medo. [...] Nós não somos heróis, somos pessoas. Venceremos a batalha por todos", disse ainda ao portal.

Segundo o protocolo, nas tendas pré-triagem ficam os doentes positivos para o coronavírus que esperam os exames e depois são transferidos para os departamentos hospitalares específicos.

Nesse meio tempo, as equipes sanitárias não podem sair do local com a ambulância e precisam esperar o paciente do início até o fim do processo. Dali, podem seguir com o encaminhamento. No caso de Tocco, esse processo durou mais de sete horas. .
   

Veja também:

Maior edifício impresso em 3D da Europa está em construção
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade