PUBLICIDADE

Mundo

Extremos políticos conduzem França à guerra civil, diz Macron

País terá eleições parlamentares no próximo domingo (30)

24 jun 2024 - 16h21
(atualizado às 16h39)
Compartilhar
Exibir comentários

A menos de uma semana das eleições legislativas antecipadas, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou nesta segunda-feira (24) que os programas dos "dois extremos da política" estão conduzindo o país para a "guerra civil".

    A declaração foi dada ao podcast "Génération Do It Yourself", depois que o líder de extrema-direita Jordan Bardella se disse preparado para governar o país.

    Ao falar sobre insegurança, Macron mencionou o partido Reagrupamento Nacional, de Bardella e Marine Le Pen: "A resposta da extrema-direita, fazendo referência a pessoas e a uma religião ou origem, divide e empurra para a guerra civil".

    Ele acrescentou, criticando o partido de esquerda França Insubmissa: "Propõe uma forma de comunitarismo, um pouco eleitoral, que também conduz à guerra civil, remete as pessoas exclusivamente à sua afiliação religiosa ou comunitária".

    Macron dissolveu o Parlamento depois do resultado das eleições europeias, que resultaram na vitória do Reagrupamento Nacional. O pleito nacional será realizado no domingo (30).

    .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade