0

Snowden agradece à Rússia e diz que "justiça ganhou"

1 ago 2013
13h34
atualizado às 14h05
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-consultor de inteligência americano Edward Snowden agradeceu à Rússia pela concessão de um asilo provisório de um ano e considerou que a justiça saiu vitoriosa, em suas primeiras declarações divulgadas nesta quinta-feira pelo WikiLeaks.

Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Foto: AP

"Durante as oito últimas semanas vimos a administração Obama não demonstrar respeito algum pelas leis internacionais e nacionais, mas, no final das contas, a justiça ganhou. Agradeço à Rússia por ter me concedido o asilo, de acordo com suas leis e suas obrigações internacionais", disse Snowden, que deixou nesta quinta-feira o aeroporto de Moscou-Sheremetievo, onde estava confinado há mais de um mês.

Mais cedo, o pai de Edward Snowden agradeceu à Rússia pela concessão do asilo provisório a seu filho em uma entrevista concedida à rede de televisão pública russa Rossia 24. "Sou muito grato à Rússia", declarou Lon Snowden durante a entrevista ao canal russo. "Para meu filho, acabou de vez", acrescentou, referindo-se às atividades de seu filho, acusado de espionagem nos Estados Unidos depois de ter feito revelações sobre a vigilância das comunicações mundiais realizada por Washington.

Edward Snowden deixou nesta quinta o aeroporto de Moscou Sheremetievo, onde estava confinado há mais de um mês, depois de ter obtido um asilo provisório de um ano na Rússia, e está agora em um lugar "seguro" que não foi revelado.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade