0

Papa Francisco pede mais proteção à liberdade religiosa

8 jun 2013
12h31
atualizado às 13h05
  • separator
  • comentários

O papa Francisco, que se encontrou neste sábado com o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, considera necessário que os governos do mundo protejam de modo "unânime" a liberdade religiosa, que chamou de "direito fundamental".

Ao lado do presidente da Itália, Giorgio Napolitano, o Papa pediu aos italianos que voltem a confiar na política.
Ao lado do presidente da Itália, Giorgio Napolitano, o Papa pediu aos italianos que voltem a confiar na política.
Foto: AP

"No mundo de hoje, se fala de liberdade religiosa mais do que se concretiza", lamentou o Papa. "As graves ofensas que são infligidas a este direito fundamental são fonte de séria preocupação e devem provocar uma reação unânime dos países para reafirmar, contra qualquer atentado, a dignidade intangível da pessoa humana", ressaltou o pontífice.

O Papa destacou "o enfraquecimento da família e dos vínculos sociais", assim como a "diminuição demográfica". Segundo um comunicado da Santa Sé, Francisco e Napolitano conversaram sobre a "degradação preocupante dos conflitos na zona do Mediterrâneo e a instabilidade na região norte-africana".

O Papa destacou as boas relações entre a Igreja e a Itália e pediu aos italianos, em particular os mais jovens, que voltem a confiar na política.

Giorgio Napolitano foi reeleito presidente da República este ano aos 87 anos. Por falta de alternativa, Napolitano aceitou uma nova candidatura após um apelo dos partidos.

O presidente disse que a liberdade religiosa é um "ponto cardeal" da Constituição italiana e "nosso dever é defendê-la onde quer que for".

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

Argentino Jorge Mario Bergoglio é o novo papa; veja fotos

<a data-cke-saved-href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm" href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm">veja o infográfico</a>
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade