0

Cardeal alemão criticado por afirmações sobre muçulmanos renuncia

28 fev 2014
12h50

O papa Francisco aceitou nesta sexta-feira a renúncia do arcebispo de Colônia, cardeal Joachim Meisner, que recentemente provocou a fúria de uma parte da comunidade islâmica na Alemanha com afirmações consideradas ofensivas.

"O santo padre aceitou a renúncia do cardeal Joachim Meisner ao posto de arcebispo de Colônia" em conformidade com o direito canônico, segundo o artigo referente à aposentadoria por idade, indicou um breve comunicado do Vaticano.

A regra estabelece que os cardeais apresentem ao Papa a renúncia ao posto que ocupam, como arcebispo de uma grande diocese ou presidente de uma conferência episcopal, entre outros, quando alcançarem os 75 anos.

O Papa aceita a renúncia quando desejar, nos meses seguintes, embora por vezes anos depois.

No entanto, nos últimos dias de janeiro o monsenhor Meisner, cuja aposentadoria no fim de fevereiro já estava prevista, declarou perante os membros de um movimento católico conservador que "cada uma de suas famílias vale amplamente para mim três famílias muçulmanas".

Esta frase, pronunciada perante membros de uma organização conhecida por suas famílias numerosas, provocou a fúria dos representantes da comunidade muçulmana alemã e a falta de compreensão do governo.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade