PUBLICIDADE

Professor de escola espanhola é acusado de abusar de pelo menos 12 jovens

Investigadores acreditam que o número de vítimas aumentará conforme sejam recolhidos mais depoimentos entre outras alunas do colégio e da academia

13 fev 2014 18h03
| atualizado às 18h26
ver comentários
Publicidade

Pelo menos 12 jovens denunciaram que sofreram abusos sexuais por um professor de um colégio de Madri - uma delas assegura inclusive que foi violentada -, segundo informou nesta quinta-feira a polícia, que segue recolhendo testemunhos entre possíveis vítimas.

Andrés D., professor no colégio Valdeluz Agostinianos, foi detido na terça-feira, acusado de oito crimes de abusos sexuais, um de estupro e outro de exibicionismo cometidos desde 2006 contra alunas de entre 12 e 17 anos desta escola e de uma academia de música que ele mesmo dirige.

Os investigadores acreditam que o número de vítimas aumentará conforme sejam recolhidos mais depoimentos entre outras alunas do colégio e da academia. Também estão prestando depoimento na polícia o diretor e outros responsáveis do colégio Valdeluz.

A direção do centro escolar assegurou em declarações à Agência Efe que desconhecia os abusos sexuais que supostamente teria cometido um de seus professores.

Eustaquio Iglesias, diretor do colégio, disse que se inteiraram dos supostos fatos no momento da detenção, e que nos mais de 20 anos de docência deste professor não tinham recebido nenhuma queixa nem por parte dos pais nem dos estudantes.

EFE   
Publicidade
Publicidade