0

Presidente em exercício da Ucrânia vê risco de invasão russa

Oleksander Turchinov acredita que forças russas estão "prontas para invadir", mas que esforços internacionais "impediriam agressão"

13 mar 2014
14h09
atualizado às 14h12
  • separator
  • comentários

O presidente em exercício da Ucrânia afirmou na quinta-feira que forças russas estão concentradas na fronteira "prontas para invadir", mas ele acredita que os esforços internacionais podem colocar um fim na "agressão" da Rússia e evitar o risco de guerra.

<p>O presidente interino da Ucr&acirc;nia acredita que interven&ccedil;&atilde;o ocidental pode dar fim &agrave; amea&ccedil;a de invas&atilde;o russa</p>
O presidente interino da Ucrânia acredita que intervenção ocidental pode dar fim à ameaça de invasão russa
Foto: Alex Kuzmin / Reuters

Um comunicado publicado no site da Presidência informou que Oleksander Turchinov disse a um canal de TV local que, quando as forças russas tomaram a região ao sul da Crimeia na semana passada, outras unidades ficaram concentradas na fronteira leste da Ucrânia "prontas para uma invasão do território da Ucrânia a qualquer momento".

"Nós estamos fazendo tudo o que podemos para evitar a guerra, seja na Crimeia ou em qualquer outra região da Ucrânia", disse Turchinov, acrescentando que as forças da Ucrânia estão em estado de prontidão para pleno combate.

De qualquer forma, ele disse: "Todo o mundo civilizado apoia o nosso país. Todos os países líderes do mundo estão do lado da Ucrânia, e eu estou certo que este esforço unido na arena internacional, que coloca todos os países democráticos juntos, ainda pode nos permitir deter essa agressão."

&amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/mundo/ucrania-x-russia/&amp;amp;quot; href=&amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/mundo/ucrania-x-russia/&amp;amp;quot;&amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;gt;

Presença da Rússia na Crimeia ameaça guerra com Ucrânia:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade