0

Comissão do Vaticano diz que o bem da criança é prioritário

3 mai 2014
16h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O bem da criança deve ser "prioritário" em qualquer decisão que a Igreja tomar, ressaltou neste sábado a comissão de especialistas anti-pedofilia criada pelo papa Francisco, que também destacou a importância da "educação" do clero para uma conscientização maior a respeito desses crimes.

"Nós adotamos o princípio de que o bem de uma criança ou de um adulto vulnerável deve ser prioritário quando uma decisão tiver que ser tomada", indicaram em um comunicado os oito especialistas da comissão, indicaram em um comunicado os oito especialistas da comissão, entre eles o cardeal de Boston, Sean O'Malley, e a vítima irlandesa de abusos sexuais Marie Collins.

"Queremos expressar nossa profunda solidariedade a todos aqueles que foram vítimas de abusos sexuais quando eram crianças ou adultos vulneráveis", indica a comissão.

Em uma entrevista coletiva à imprensa, o cardeal americano foi perguntado sobre a possível existência de "resistências" à comissão na Cúria ou na hierarquia da Igreja. "Pessoalmente, não senti isso", respondeu O'Malley.

"Mas alguns dizem: 'é um problema irlandês ou americano', quando, na verdade, enfrentamos um problema mundial. Daí, a importância da educação. Ainda existe ignorância em relação a este tema, um sentimento de negação" do problema, acrescentou o cardeal.

Marie Collins, que sofreu abusos em sua juventude cometidos por um padre, destacou, após essa reunião de três dias, que saía com uma "percepção muito positiva" no que se refere à questão da "responsabilidade" dos autores desses crimes.

Veja também:

Penteado "estilo quarentena" virou coisa do passado
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade