PUBLICIDADE

EUA confirmam que mataram líder da Al Qaeda na Síria

Ataque com drones foi realizado em 20 de setembro

1 out 2021 09h20
| atualizado às 09h41
ver comentários
Publicidade
Vista aérea do Pentágono 
REUTERS/Jason Reed
Vista aérea do Pentágono REUTERS/Jason Reed
Foto: Reuters

O Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos (Centcom) confirmou nesta quinta-feira, 30, que matou um dos líderes do grupo terrorista Al Qaeda na Síria no último dia 20 de setembro. O homem foi identificado como Salim Abu-Ahmad.

A notícia do ataque com drones na cidade de Idlib, no noroeste do país, havia sido divulgada pela ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos naquela data, mas não tinha confirmação oficial norte-americana.

Conforme a nota da Centcom, Abu-Ahmad estava em um carro na zona rural de Idlib quando foi atingido pelo ataque aéreo. O terrorista era considerado o responsável por ter planejado, financiado e aprovado ataques interregionais da Al Qaeda nos últimos meses.

Além do grupo de Abu-Ahmad, a região abriga diversos outras organizações terroristas, como o Hayat Tahrir al-Sham (HTS), uma dissidência da Al Qaeda, e o Hurras al Din. A área já foi alvo de ataques internacionais de norte-americanos, sírios, russos - aliados do governo de Damasco - e da coalizão internacional.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade