0

Solução para o destino de Snowden está com a Rússia, afirma Correa

30 jun 2013
08h31
atualizado às 09h32
  • separator
  • comentários

O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou na noite de sábado que a solução para o destino do fugitivo Edward Snowden, acusado de espionagem por Washington, está nas mãos da Rússia.

Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Edward Snowden é acusado de espionagem, roubo e uso indevido de propriedade do governo dos EUA
Foto: AP

"Para tramitar esta solicitação de asilo, (Snowden) deve estar em território equatoriano. Neste momento está nas mãos das autoridades russas a solução, o destino de Snowden", afirmou Correa ao canal Oromar.

Snowden, que o governo dos Estados Unidos deseja julgar por revelar um gigantesco programa de espionagem, está desde domingo passado na zona de trânsito do aeroporto internacional de Moscou, onde chegou procedente de Hong Kong.

O ex-funcionário de uma consultoria que prestava serviços à Agência de Segurança Nacional (NSA), que teve o passaporte revogado por Washington, pediu asilo político ao governo equatoriano, que anunciou disposição para analisar a solicitação.

"Nós não buscamos esta situação. Snowden está em contato com (o fundador do WikiLeaks, Julian) Assange, que o recomendou pedir asilo ao Equador", disse Correa.

"Se (Snowden) chegar a território equatoriano tramitaremos a solicitação como fizemos com Assange. Sempre escutamos a Grã-Bretanha, pedimos a opinião da Suécia", completou o presidente.

O governo de Correa protege o líder do WikiLeaks na embaixada equatoriana em Londres há um ano.

"No caso dos Estados Unidos, pediremos a opinião, ouviremos os argumentos e tomaremos uma decisão soberana, mas primeiro deve estar em território equatoriano", insistiu Correa.

O vice-presidente americano, Joe Biden, conversou por telefone com o equatoriano na sexta-feira para pedir que não conceda asilo a Snowden, revelou Correa.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade