0

Hackers ligados ao EI invadem sites do Comando Geral dos EUA

"Americanos, nós estamos chegando. Cuidado!", diz uma das mensagens postadas na página do grupo no Twitter

12 jan 2015
16h33
atualizado às 17h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O perfil do Twitter e o canal do Youtube do Comando Central dos Estados Unidos (CENTCOM) foram hackeados por pessoas ligadas ao grupo terrorista Estado Islâmico.

A página americana no Twitter foi tomada por ameaças como "Americanos, nós estamos chegando. Cuidado!", "Nós não pararemos! Sabemos tudo sobre vocês, suas esposas e seus filhos", e o "Estado Islâmico está aqui, estamos em seus computadores, em cada base militar". 

Uma lista com os supostos nomes, e-mails e endereços de generais americanos também foi colocada no perfil, além de mensagens que diziam "Redes do Pentágono hackeadas! China Scenarios" e "Redes do Pentágono hackeadas. Korean Scenarios".

Fontes da CNN no CENTCOM confirmam que o Twitter do Comando Central dos EUA foi hackeado e suspenso e disseram que os documentos vazados não parecem ser secretos. 

Foto: Twitter / Reprodução

"Soldados americanos, nós estamos chegando. Cuidado!"

Foto: Twitter / Reprodução

Foto supostamente tirada dentro de uma base militar americana

Foto: Twitter

Lista com os supostos nomes, e-mails profissionais e pessoais e endereços de generais foi divulgada

Foto: Twitter

Postagens subsequentes na conta no Twitter do Comando Central diziam: "Redes do Pentágono hackeadas! China Scenarios" e "Redes do Pentágono hackeadas. Korean Scenarios".

No Youtube, os radicais postaram um vídeo intitulado "Chamas da Guerra", em que imagens de atentados e de ações promovidas por terroristas fortemente armados são mescladas com imagens do presidente Barack Obama discursando na Casa Branca e de soldados americanos sendo mortos.

Outra gravação mostra muitas fotos de membros do Estado Islâmico, chamados de "soldados da verdade", sob uma canção árabe. 

A aparente invasão ocorreu enquanto o presidente norte-americano, Barack Obama, se prepara para delinear novas propostas para proteger os sistemas de Internet do país contra ameaças de segurança cibernética.

Com informações da Reuters.

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

Veja também:

Obama revela que quebrou nariz de colega após racismo
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade