0

Atirador mata aluno em escola nos EUA e comete suicídio

Estudante teria cometido suicídio depois de abrir fogo dentro da instituição de ensino e deixar pelo menos outras três pessoas feridas

24 out 2014
16h49
atualizado às 20h28
  • separator
  • comentários

Um tiroteio aconteceu dentro de uma escola secundária ao norte de Seattle, em Washington, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira. Um atirador cometeu suicídio depois de abrir fogo dentro da instituição de ensino e deixar pelo menos um morto e outras três pessoas feridas, em estado crítico.

<p>Imagens aéreas mostraram estudantes se reunindo em um campo de atletismo dentro do campus e outros deixando a escola</p>
Imagens aéreas mostraram estudantes se reunindo em um campo de atletismo dentro do campus e outros deixando a escola
Foto: Twitter

"Quatro pacientes deram entrada no hospital (...) Três deles permanecem no centro médico (...), os três com ferimentos mais graves continuam aqui", declarou à emissora CNN um funcionário do Hospital Estadual de Washington, onde os feridos estão internados.

Em um primeiro momento, o jornal local The Seattle Times informou que um vítima havia morrido, e que outras seis pessoas tinham sido feridas. 

Segundo a polícia local, o atirador era um estudante, mas sua identidade ainda não foi revelada. A polícia não acredita que exista um segundo atirador. A emergência foi chamada por uma pessoa que estava dentro da escola. O tiroteio teve início por volta das 10h45 no horário local (ao 12h45, no horário de Brasília), no refeitório da escola Marysville-Pilchuck High School. 

Segundo um estudante, que diz estar escondido em uma sala de aula com outros alunos, quando o tiroteio começou, todos imaginaram que tratava-se de uma simulação de incêndio.

No entanto, o pânico tomou conta do colégio a partir do momento em que os professores disseram aos alunos para que se escondessem, porque estava acontecendo um tiroteio. As informações foram passadas por telefone à CNN.

<p>Imprensa local já informou que pelo menos duas pessoas tiveram que ser levadas a um hospital por meio de um helicóptero</p>
Imprensa local já informou que pelo menos duas pessoas tiveram que ser levadas a um hospital por meio de um helicóptero
Foto: Twitter

"Eu estava comendo, quando ouvi quatro tiros atrás de mim. Vi uma arma apontada para uma mesa, então corri para a saída", relatou um estudante, identificado apenas como Alex, à KIRO TV.

A imprensa local já informou que pelo menos duas pessoas tiveram que ser levadas a um hospital por meio de um helicóptero. 

Imagens aéreas mostraram estudantes se reunindo em um campo de atletismo dentro do campus e outros deixando a escola. A área está isolada.

Os pais dos alunos foram orientados a não se dirigem à escola. Uma igreja próxima ao local foi designada como ponto de encontro, enquanto a polícia investiga o incidente.

O tiroteio mais recente que aconteceu na região foi no dia 5 de junho, quando um atirador matou um estudante e feriu outros dois na Universidade de Seattle. 

"O colégio Marysville Pilchuck está atualmente isolado devido a uma situação de emergência. A polícia e os serviços de emergência responderam (à situação)", afirmou o distrito escolar em uma mensagem em seu site.

Foto: Marysville School District / Reprodução

Foto: Reprodução/ Marysville School District

Foto: Arte Terra

Ataques em escolas Ataques em escolas: Veja os principais ataques ocorridos em escolas e universidades do mundo

Com informações de agências internacionais.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade