1 evento ao vivo

Presidente iemenita diz que mudança de regime "é inaceitável"

21 fev 2011
04h45
atualizado às 06h50

O presidente iemenita, Ali Abdala Saleh, afirmou nesta segunda-feira que uma mudança de regime no país "é inaceitável" e disse que quem está protagonizando os protestos políticos contra seu governo "são uma minoria".

Saleh fez suas declarações enquanto continuam os protestos contra seu regime, que se mantiveram desde o final de janeiro ao calor das manifestações de Tunísia e Egito.

"O que querem os manifestantes? Se querem mudar o regime como no Egito e na Tunísia isso é inaceitável, mas se quiserem podem fazê-lo por meio das urnas", afirmou Saleh em entrevista coletiva.

O governante, no poder desde a unificação entre o norte e o sul de 1990, convidou "mais uma vez" a oposição para participar de um diálogo político e se somar a um governo de união nacional. "Inclusive ponho à disposição a Presidência", acrescentou.

"O povo em todas as províncias diz sim às reformas políticas, mas não aos golpes contra o poder através do caos, da revolução e da morte de gente", completou, acrescentando que quem participa dos protestos políticos "são uma minoria e nem todo o povo iemenita pede a mudança".

Estudantes se manifestam em frente ao campus da Universidade de Sanaa
Estudantes se manifestam em frente ao campus da Universidade de Sanaa
Foto: AP
EFE   
publicidade