0

Parlamento libanês prolonga mandato até 2017

Medida foi tomada na tentativa de evitar um vazio político no país; parte dos 128 legisladores boicotaram a sessão

5 nov 2014
15h00
  • separator
  • comentários

O parlamento do Líbano decidiu nesta quarta-feira prolongar até 2017 seu mandato em função de uma crise política relacionada com o conflito sírio, que tem mantêm os dirigentes libaneses muito divididos.

O mandato do Parlamento é de quatro anos. A atual legislatura expirava originalmente em 20 de junho de 2013, mas devido às divergências sobre a lei eleitoral entre as formações cristãs e muçulmanas, os deputados prolongaram seu mandato em uma primeira ocasião, em 20 de novembro daquele ano.

Entretanto, os 128 deputados, muito divididos entre partidários e detratores do regime sírio, não conseguiram chegar a um acordo sobre o presidente da República, em substituição a Michel Suleiman, cujo mandato expirou em 25 de maio passado.

Para evitar um vazio político e que o país fique sem parlamento ou chefe de Estado, os deputados votaram pelo prolongamento. Parte dos 128 legisladores boicotaram a sessão.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade