0

Fábricas de armas químicas na Síria serão destruídas em 2015

O governo sírio aceitou desmantelar seu arsenal químico após um ataque com gás em 2013 em Damasco

6 nov 2014
09h42
atualizado às 09h45
  • separator
  • comentários

As operações para destruir as últimas instalações de produção de armas químicas na Síria começarão este mês e serão concluídas em 2015, informou nesta quarta-feira um alto funcionário do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

<p>Navio dinamarquês descarrega container com armas químicas da síria nesta quarta-feira, no sul da Itália</p>
Navio dinamarquês descarrega container com armas químicas da síria nesta quarta-feira, no sul da Itália
Foto: Ciro De Luca / Reuters

A diplomata holandesa Sigrid Kaag, que lidera a missão das Nações Unidas encarregada de destruir o arsenal químico sírio, disse aos 15 membros do Conselho que 13 unidades de produção serão desmanteladas.

"Os preparativos para começar a destruição das 12 unidades de produção restantes, sete hangares e cinco túneis deverão ter início, o mais tardar, este mês, com conclusão prevista para o verão (boreal) de 2015", explicou o embaixador australiano Gary Quinlan.

Outra unidade de produção de armas químicas também será destruída, disse o diplomata, sem dar detalhes.

Após um ataque com gás sarin em agosto de 2013, nos arredores de Damasco, denunciado por grande parte da comunidade internacional, que acusou o regime de Bashar al-Assad, e de ameaças de ataque por parte de Washington, o governo sírio aceitou desmantelar seu arsenal químico.

O embaixador sírio na ONU, Bachar Jaafari, confirmou a jornalistas que a destruição começará "este mês, esta semana".

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade