2 eventos ao vivo

Democrata Cory Booker deixa corrida presidencial nos EUA

Decisão foi ironizada por Donald Trump em mensagem no Twitter

13 jan 2020
15h32
atualizado às 17h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O senador Cory Booker anunciou nesta segunda-feira (13) a suspensão de sua campanha para tentar representar os democratas nas eleições presidenciais nos Estados Unidos, previstas para novembro.
    "É de todo o coração que compartilho esta notícia: estou suspendendo minha campanha para presidente", escreveu Booker no Twitter. "À minha equipe, apoiadores e a todos que me deram uma chance, obrigado. Tenho muito orgulho do que construímos e não sinto nada além de fé no que podemos realizar juntos".
    Booker justificou sua decisão por falta de financiamento. "Nossa campanha chegou ao ponto em que precisamos de mais dinheiro. Um dinheiro que não temos e um dinheiro mais difícil de conseguir, porque não estarei no próximo debate", explicou em comunicado. Aos 50 anos, o senador pelo estado de Nova Jersey concentrou sua campanha em uma mensagem de "amor e unidade" para combater o que descreveu como a "retórica divisiva" de Donald Trump. Com sua saída, restam agora 12 concorrentes à nomeação democrata, sendo que apenas um é negro, Deval Patrick. Entre os mais cotados estão a senadora Elizabeth Warren e o ex-vice-presidente e senador Bernie Sanders. Após o anúncio, Trump ironizou a decisão de Booker. "Agora posso dormir tranquilo. Eu estava tão preocupado que um dia teria que ficar cara a cara com ele", escreveu o republicano em sua conta no Twitter.

Democrata Cory Booker deixa corrida presidencial nos EUA
Democrata Cory Booker deixa corrida presidencial nos EUA
Foto: EPA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade