PUBLICIDADE

Coreia do Norte confirma 1º caso de Covid-19

País classificou a situação como uma 'grave emergência nacional'

12 mai 2022 08h16
| atualizado às 08h32
ver comentários
Publicidade

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ordenou o bloqueio de todas as cidades do país após a identificação do primeiro caso de Covid-19.

Um megaevento realizado em Pyongyang no mês de abril
Um megaevento realizado em Pyongyang no mês de abril
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo informações da agência de notícias estatal KCNA, as autoridades norte-coreanas classificaram a situação como uma "grave emergência nacional". Kim, que participou de uma reunião do Partido dos Trabalhadores, prometeu "eliminar" o vírus "no menor espaço de tempo".

O número exato de pessoas contaminadas pela doença não foi informado, mas a agência de notícias do país asiático revelou que os casos são da variante Ômicron. Kim ordenou controles de fronteira ainda mais rígidos e bloqueios em toda a nação para impedir a propagação do vírus.

A Coreia do Norte sempre negou ter registrado casos do novo coronavírus, uma posição que é bastante questionada por especialistas de diversos países, como Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão. Além disso, Pyongyang rejeitou vacinas anti-Covid do exterior.

Em agosto de 2020, a Coreia do Norte revelou que estava tentando desenvolver uma vacina contra a Covid-19, sem fornecer maiores informações sobre o assunto.

Um surto da doença em território norte-coreano poderá ser devastador, pois o país tem um sistema de saúde antiquado e que não abrange as pessoas que vivem nas áreas rurais mais remotas..
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade