1 evento ao vivo

Forte terremoto abala norte do Peru e mata uma pessoa

Autoridades peruanas esforçam-se para calcular os danos após um terremoto de magnitude 8.0 abalar a região da Amazônia Peruana

26 mai 2019
14h34
atualizado às 17h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Autoridades peruanas esforçam-se para calcular os danos após um terremoto de magnitude 8.0 abalar a região da Amazônia Peruana nas primeiras horas de domingo, deixando pelo menos uma pessoa morta.

O presidente peruano Martin Vizcarra deixou Lima mais cedo nesta manhã para analisar o dano após o forte terremoto que atingiu a região de Loreto, ao norte do país.

O presidente peruano Martin Vizcarra (ao centro) deixou Lima mais cedo nesta manhã para analisar o dano após o forte terremoto que atingiu a região de Loreto
O presidente peruano Martin Vizcarra (ao centro) deixou Lima mais cedo nesta manhã para analisar o dano após o forte terremoto que atingiu a região de Loreto
Foto: Freddy Zarco/Courtesy of Bolivian Presidency / Reuters

"Este é um terremoto de grande magnitude, o maior em 12 anos, desde 2007", disse Vizcarra a jornalistas.

Pelo menos uma pessoa na região de Cajamarca foi morta após uma rocha atingir sua casa, disseram autoridades de emergência. O Centro de Emergência Nacional do Peru (COEN), afirmou que haviam pelo menos 11 pessoas feridas e mais de 50 casas destruídas. Diversas escolas, igrejas, hospitais e clínicas também reportaram danos.

Um prédio danificado é visto após o terremoto em Yurimaguas, no Peru
Um prédio danificado é visto após o terremoto em Yurimaguas, no Peru
Foto: Reuters

O terremoto, classificado como de "profundidade intermediária", de cerca de 110 quilômetros, foi sentido em todo o país, e também na Colômbia e no Equador.

Autoridades equatorianas reportaram pelo menos sete pessoas feridas, bem como deslizamentos de terra e pequenos danos às casas. A infraestrutura de petróleo e mineração do país estava operando normalmente, disse o vice-presidente equatoriano Otto Sonnenholzner, no Twitter.

Veja também:

'Meu filho tem chumbo no sangue': a cidade que espera há10 anos para mudar de lugar após contaminação

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade