0

Corpo de Mandela é velado na sede do governo em Pretória

Caixão deixou hospital militar e foi levado até o Union Buildings, onde ficará aberto para visitas

11 dez 2013
07h49
atualizado às 08h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Graça Machel, víuva de Mandela, se despede do marido durante velório no Union Buildings, sede do governo sul-africano em Pretória
Graça Machel, víuva de Mandela, se despede do marido durante velório no Union Buildings, sede do governo sul-africano em Pretória
Foto: AP

O corpo de Nelson Mandela chegou nesta quarta-feira à capela instalada no palácio presidencial da África do Sul, o Union Buildings, em Pretória, e está aberto para visitas dos cidadãos sul-africanos. O cortejo fúnebre, que inicialmente percorreria várias partes da cidade, fez apenas o trajeto do Hospital Militar até a sede do governo. Centenas de pessoas acompanharam a passagem de Mandela pelas ruas de Pretória.

"Foi muito mais emocionante que a cerimônia religiosa de ontem no estádio", disse à agência EFE uma mulher que madrugou para ver Madiba, que foi transportado em um caixão parcialmente coberto com uma bandeira da África do Sul.

O corpo de Nelson Mandela foi recebido por familiares do ex-presidente na sede governamental, onde foi realizada uma cerimônia privada antes da abertura da visitação do público na capela ardente. O local permanecerá aberto até às 17h locais (13h de Brasília), quando o corpo será levado novamente para o Hospital Militar, operação que se repetirá amanhã e sexta-feira.

Mandela morre aos 95 anos
Nelson Mandela morreu na noite de 5 de dezembro. Há meses ele combatia uma infecção pulmonar. Logo após o presidente sul-africano, Jacob Zuma, anunciar oficialmente o falecimento, líderes mundiais prestaram homenagem ao principal líder da luta contra o apartheid na África do Sul. A presidente Dilma Rousseff lembrou Mandela como a principal personalidade do século XX. O americano Barack Obama disse que Mandela "conseguiu mais do que se poderia esperar de qualquer homem".

No dia seguinte, jornais de todo o mundo repercutiram a notícia da morte em suas páginas. Milhares de sul-africanos se reuniram em frente a suas residências, ou em lugares que ele morou, para homenagearem o heroi nacional. No início da tarde, o presidente Zuma confirmou que a programação do funeral de Mandela durará 10 dias. Ele será enterrado em seu vilarejo natal, Qunu, no dia 15 de dezembro. 

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Veja também:

Bolsonaro viraliza com uso e defesa polêmica da hidroxicloroquina
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade